Skip links

Como conversar com as crianças sobre drogas?

Muitas vezes pelo medo dos filhos usarem drogas,  evitamos falar sobre qualquer assunto relacionado ao tema, ou então vamos para o outro extremo, longos sermões são dados, com discursos um pouquinho cansativos para as crianças.

Mas uma uma coisa é fato: precisamos conversar sobre drogas com elas!

É muito importante que essa conversa ocorra de forma contextualizada, ou seja, discutida de forma adequada à idade da criança. Pode ser a partir de um filme, comercial de tv ou desenho que suscite a necessidade da conversa.  Assim, esse assunto deixa de ser algo misterioso, proibido e secreto, deixando de ser instigante e perdendo muito de seus atrativos.

Podemos falar que drogas são substâncias que afetam de uma forma não muito legal como as pessoas agem, sentem e pensam.  E que existem alguns bons hábitos que as pessoas devem seguir, como por exemplo, comer comida saudável, brincar/ fazer atividade física, e dormir bem.

Outro forma interessante, é abordar o uso de substâncias a partir de produtos que são mais visíveis no cotidiano das crianças, como remédios, produtos de limpeza, bebidas alcoólicas e cigarro. Muitas vezes as crianças não têm acesso (e é desejável que isso ocorra) ou conhecimento sobre as substâncias ilícitas, como a cocaína e o crack. Explicar a partir de produtos que seu filho conheça, auxilia na compreensão e também torna o assunto mais leve.

Por exemplo, você pode falar para seu filho que apesar do remédio ter um gostinho bom, ele não é um doce ou sobremesa. Que devemos tomá-lo apenas quando estamos doentes e sob orientação de um médico.  Ou então, pontuar que apesar de um produto ser bastante cheiroso e usado para limpar a casa, ele é muito perigoso para a nossa saúde. E que devemos também tomar cuidado com os bichinhos de estimação para eles não lamberem ou cheirarem, já que faz muito mal..

Para prevenir o uso de drogas, além de um diálogo aberto e informações adequadas para as crianças , é muito importante demonstrar amor, carinho e aceitação pelo o que seu filho é de verdade.

Sabemos que o fenômeno das drogas é multifacetado, bastante complexo.  Mas também sabemos que sentir-se pertencente à família é um de fator proteção muito poderoso para as nossas crianças e adolescentes.

É o amor provando mais uma vez, que é sempre o melhor caminho, não é mesmo?! 🙂

 

Um forte abraço,

Flávia.

Deixe um comentário

Name*

Website

Comentário

Skip to content