Plin - Psicologia Infantojuvenil. Site especializado em conteúdo psicológico para crianças e adolescentes

Tempo Juntos

por Etiene Macedo

Algo muito comum ultimamente é a culpa dos pais por não conseguirem dedicar o tempo que desejam aos filhos. Acordar cedo, escola, trabalho, trânsito, esportes, idiomas… tantas atividades e quando chega o fim do dia, a sensação é que muita coisa foi feita e pouca presença foi dispensada.

Então, começam as cobranças: “Preciso de mais tempo”. Há quem faça cursos, busque métodos de otimização de tempo, enfim…diversos instrumentos que ajudam a ter a famosa qualidade de tempo. Todas as iniciativas são válidas, mas o que realmente importa é a disponibilidade para ter tempo no tempo que se tem.

O tempo juntos não precisa ser mecânico. Não precisa ser chato. Não precisa ser cronometrado. O tempo juntos pode ser a brincadeira de rima que é feita antes de dormir. Pode ser a conversa gostosa durante o trânsito, que até acalma diante das grandes dificuldades que enfrentamos ao dirigir. Pode ser o momento do lanche, quando podemos desligar os eletrônicos e sentar frente a frente com nossos filhos e ouvi-los. O tempo juntos nós criamos. Não precisa ser pesado, não precisa ser mais uma tarefa diante das inúmeras que já fazemos.

Na verdade, o tempo juntos é a brecha, a oportunidade que criamos para nos conectar com nossos filhos e com a gente mesmo. Como nós estamos? Nós nos escutamos? Temos esse exercício de escuta em nós mesmos? Quando nos percebemos nesse processo fica mais fácil estar entregue e construir vínculos importantes como nossos filhos. Não precisa dinheiro, não precisa instrumentos, não precisa técnicas para isso.

Somente a disponibilidade do coração para um verdadeiro encontro, uma relação afetuosa e sincera é que pode tornar qualquer tempo que se passe com os filhos, um bom tempo e de fato, um tempo juntos.

Beijo enorme!

Etiene e Flávia

Etiene Macedo Psicóloga com mestrado em Psicologia Clínica, doutorado em andamento em Psicologia Clínica (Unb). Especialista em Terapia de Casais e Famílias (PUCGO). Sócia e colunista do Plin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *