Plin - Psicologia Infantojuvenil. Site especializado em conteúdo psicológico para crianças e adolescentes

Ansiedade em crianças

Ansiedade em crianças
por Flávia Lacerda

A ansiedade é uma reação comum do organismo que acontece quando a pessoa se depara com uma situação que de modo ou de outro a irrite, confunda, assuste ou que até mesmo a deixe extremamente feliz. Ele aparece quando necessitamos nos adaptar à mudança. E quantas vezes precisamos nos adaptar às mudanças, não é mesmo?! Nesse sentido, ficar ansioso é algo comum, esperado e necessário!

Nas crianças, alguns exemplos de situações  que podem aumentar o nível de ansiedade são:  festa de aniversário, nascimento de irmão, separação e reunião de pais separados, hóspedes em visitas prolongadas, desemprego dos pais, mudança de casa, de escola, de professora ou de babá, início de novas atividades extracurriculares e viagens.

Vocês perceberam que nessa lista apareceram tanto situações que podem deixar as crianças muito felizes quanto também chateadas, tristes e confusas?! Ficamos ansiosos com coisas boas e também com algo que pode gerar sofrimento.

Porém, a ansiedade se torna prejudicial quando ela impede ou dificulta a realização de algumas atividades, podendo atrapalhar o sono, a alimentação e o relacionamento com as outras pessoas. Quando a ansiedade está em níveis alarmantes, chamamos de estresse.

Sabemos que os pais e a escola são os principais canais de transmissão de conhecimento no controle do estresse, pois oferecem modelos sobre como lidar com situações novas e inesperadas. Pais que estão vivendo em um período de maior ansiedade podem acabar produzindo o estresse nos filhos sem perceber.

Seguem abaixo algumas dicas de atividades que ajudam no manejo da ansiedade  em crianças. Em algumas situações, precisamos agir rapidamente quando a criança está bastante ansiosa, mas também podemos utilizar estratégias simples de prevenção à um quadro mais grave, que é o estresse.

 


Estratégia 1

Para manejar a ansiedade
Fazer respiração controlada
Como fazer?
Peça para seu filho assoprar bolhas, ou então imaginar que está sentindo o aroma de uma flor bem cheirosa e depois solicite que em seguida, sopre uma vela. Dessa forma, você estará ensinando seu filho a inspirar e expirar lentamente. Esse exercício simples ajuda a criança a retomar o controle do seu próprio corpo.


 

Estratégia 2

Para manejar a ansiedade
Usar a distração
Como fazer?
Peça para seu filho focar a atenção em situações que estão acontecendo à sua volta, como por exemplo: Olha só aquela mesa e a cadeira com  bolinhas brancas e amarelas etc… É importante solicitar para crianças descrever o local que ele está,  com o maior número de detalhes possível.Isso ajuda com que ele fique ocupado e não fique tão atento aos sinais físicos de ansiedade (coração batendo mais forte, mãos suadas, dor de cabeça etc).

 


Estratégia 3

Para manejar a ansiedade
Utilizar brincadeiras.
Como fazer?
Faça uma brincadeira um pouquinho desafiadora  para ajudar seu filho a redirecionar a atenção para tarefas divertidas e não para as alterações que acontecem no corpo quando ficamos ansiosos. Por exemplo, peça para ele dizer seu nome de trás para frente, fazer contagem regressiva, brincar de “adedonha”, ou seja, nomear todos os personagens de desenho animado com a letra “A” etc.


 

Mas lembre-se: a prevenção é o melhor caminho!

É importante que a criança faça atividades relaxantes, como brincar com amigos, ler um livro e também ter uma rotina de sono, alimentação e atividade física bem estabelecida!

 

Espero ter te ajudado!

Com carinho,

Flávia

Flávia Lacerda Psicóloga. Mestre em Psicologia (UnB). Facilitadora do Programa Friends for Life - Pathways Health and Research Center. Pós-graduanda Terapia de Casais e Famílias (PUCGO). Sócia e colunista do Plin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *