Plin - Psicologia Infantojuvenil. Site especializado em conteúdo psicológico para crianças e adolescentes

Como ajudar as crianças a lidarem com a mudança e a perda?

Como ajudar as crianças a lidarem com a mudança e a perda?
por Flávia Lacerda

A mudança faz parte da vida, todos sabemos disso… Mas é tão difícil lidar com algumas situações.. A perda de uma pessoa querida, mudança de uma cidade que gostávamos muito, um processo de separação doloroso… Sentimos muitas coisas, como tristeza, medo, raiva, solidão e dor.

Quando conseguimos colocar em palavras o nosso sofrimento, fica mais fácil identificar aquilo que tem gerado a nossa dor e também criar estratégias de resolução de problemas.

Mas e com as nossas crianças? Quando elas também vivenciam momentos de mudança, de perda e luto? Será que elas sentem as dores como nós sentimos? Será que elas apresentam a mesma habilidade de nomear os próprios sentimentos, de solicitar ajuda? E mais, será que nós conseguimos identificar que as nossas crianças possam estar em sofrimento?

Em muitos momentos olhamos a dor do outro sob a nossa ótica. E por esse motivo, a tristeza de uma criança pode não ser reconhecida. O olhar do adulto é diferente do olhar da criança.

Precisamos validar o relato da criança sobre o que ela está vendo e sentindo.

– Escute com atenção a fala do seu filho. Tente não julgar o que ele tem pra te dizer. Pare o que estiver fazendo, vire-se para ele, escute cuidadosamente, mantenha contato visual.

– Em vez de negar os sentimentos, dê um nome a eles. Tente fazer uma “adivinhação educada”. Descrever  com uma única palavra o sentimento da criança.

– Além disso, em situações de mudanças significativas, é necessário tentar manter alguns aspectos da rotina e dedicar mais tempo às atividades com a criança.

– Muitas vezes o processo de mudança e perda é vivenciado por toda a família. Para ajudarmos as crianças, nós também precisamos estar atentos ao  processo de luto que estamos vivenciando. Buscar apoio é essencial!  As crianças aprendem sua resposta à perda com as pessoas mais próximas. Somos um modelo importante para os pequenos!

 

Com muito carinho,

Flávia

Flávia Lacerda Psicóloga. Mestre em Psicologia (UnB). Facilitadora do Programa Friends for Life - Pathways Health and Research Center. Pós-graduanda Terapia de Casais e Famílias (PUCGO). Sócia e colunista do Plin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *