Plin - Psicologia Infantojuvenil. Site especializado em conteúdo psicológico para crianças e adolescentes

Precisamos mesmo conversar sobre sexo com as crianças?

Precisamos mesmo conversar sobre sexo com as crianças?
por Flávia Lacerda

A infância é um momento de muitas descobertas. E nessa etapa tão importante do desenvolvimento, conhecer o próprio corpo é mais um elemento desse lindo processo de aprendizagem!

Discutir sexualidade é algo muito mais amplo do que simplesmente conversar sobre masturbação, gravidez, DSTs e métodos contraceptivos. Conversar sobre sexualidade é também falar sobre as relações, falar sobre vínculo, respeito,  relações de poder, machismo e milhares de outras coisas mais. Ufa! Você imaginava que a educação sexual envolvia tantas outras coisas?!

Falar sobre sexo é  prioritariamente falar das relações. Quais são as relações que eu estabeleço com o outro, comigo mesmo e consequentemente com o meu corpo? É respeitosa, acolhedora ou intransigente e invalidante?

Quanto mais cedo ensinarmos às nossas crianças a vivenciarem sua sexualidade de uma forma leve e respeitosa, conseguimos prevenir de forma mais eficaz a gravidez indesejada, doenças sexualmente transmissíveis e até mesmo o abuso e a pedofilia. Ao ensinarmos que o nosso corpo é um dos nossos bens mais preciosos e que por esse motivo devemos cuidar bem dele, aumentamos as chances de denúncia e de proteção a situações de risco.

Vou dividir com vocês quatro livros que utilizo bastante como mediadores de uma conversa sobre sexualidade com as crianças. Mas quero saber também como tem sido a sua experiência! Como tem lidado com as perguntas curiosas e com esse processo super natural de descoberta do corpo do seu filho? Você já utilizou algum livro, vídeo ou outro recurso? Compartilhe suas experiências conosco!

 

Com carinho,

Flávia

 

———————————————————————————————————————–

Livros sobre sexualidade para crianças ♥

– Mamãe botou um ovo. Autora: Babette Cole. Editora: Ática.

– Kiko e a mão: http://www.underwearrule.org/default_pt.asp

– Meninos gostam de azul, meninas gosta de rosa. Ou não? Autora: Nívea Salgado. Editora: Callis.

– Nina e o amor. Filosofia para crianças. Autor: Oscar Brenifier. Editora: Globinho

Flávia Lacerda Psicóloga. Mestre em Psicologia (UnB). Facilitadora do Programa Friends for Life - Pathways Health and Research Center. Pós-graduanda Terapia de Casais e Famílias (PUCGO). Sócia e colunista do Plin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *