Plin - Psicologia Infantojuvenil. Site especializado em conteúdo psicológico para crianças e adolescentes

Birra

Birra
por Flávia Lacerda

Quando a birra acontece tem muito choro, grito e briga pela frente! Mas será que precisa ser sempre assim?

Muito mais do que uma forma de oposição, a birra é uma maneira da criança se comunicar. Isso não significa que devemos aceitar e incentivar o comportamento de fazer birra, mas por outro, compreender que é uma forma de conseguir algo e que é um comportamento esperado no processo de aprendizado, nos ajuda a perceber o mesmo fato sob um novo ponto de vista.

 

Tente manter a calma!  Mostre para o seu filho (a) que gritar, chorar e ser agressivo não é a melhor maneira de conseguir algo. Você pode ser um excelente modelo de bons comportamentos para o seu pequeno!

– Não recompense a criança pelo comportamento que não foi legal. Isso significa que se a criança receber o que ela solicitou após ter reclamado e chorado muito, o comportamento do seu filho ficará mais forte e terá uma maior probabilidade de ocorrer no futuro.  Muitas vezes acabamos atendendo aos pedidos das crianças quando tivemos um dia difícil. É importante que exista consistência em relação às regras familiares. Com consistência construímos confiança!

Observe o comportamento da sua criança e tente falar as coisas boas que ele faz!   No nosso último post, falamos sobre o poder do elogio.

 

E lembre-se! Tem uma coisa que não precisamos ter medo de exagerar: é na demonstração do amor e carinho!

Beijocas,

Flávia

Flávia Lacerda Psicóloga. Mestre em Psicologia (UnB). Facilitadora do Programa Friends for Life - Pathways Health and Research Center. Pós-graduanda Terapia de Casais e Famílias (PUCGO). Sócia e colunista do Plin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *